Simone Weil

Simone Weil

Simone Weil (1909-1943) viveu muito em pouco tempo. Nasceu em Paris, no seio de uma família judia agnóstica. Quando, com 22 anos, ensina filosofia no liceu de uma cidade mineira francesa, decide viver com os cinco francos por dia dos desempregados, entregando o seu ordenado à caixa dos mineiros. Em Paris, onde trabalha como operária anónima, é testemunha da servidão imposta pela técnica, da coisificação do homem e da aniquilação do pensamento na produção de mercadorias. Filósofa, mística, pacifista, anarquista, activista da resistência francesa, Weil foi uma das mentes mais brilhantes do século XX, «o único grande espírito do nosso tempo» (Camus) com «um coração capaz de bater por meio do universo inteiro» (Beauvoir). Morreu aos 34 anos, debilitada e mal alimentada, em solidariedade com os compatriotas submetidos ao racionamento.

Simone Weil – que recebeu a certeza do Deus vivo por ocasião da sua viagem a Portugal em agosto de 1935 e que se sentiu «tomada por Jesus» em Solesmes em 1938 – durante muito tempo não rezou. Rezar o Pai Nosso foi algo que começou a fazer várias vezes ao dia durante as vindimas na região do Gard, onde muito trabalhou, tornando-se essa oração parte integrante da «mística do trabalho» que, a seus olhos, permite uma adesão total a Cristo, uma vez que «nenhuma finalidade terrena separa os trabalhadores de Deus».

Audiolivro
O Pai Nosso (Audiolivro) foi adicionado aos Favoritos

Ver a minha lista de Favoritos

4,99 

10%
O Pai Nosso foi adicionado aos Favoritos

Ver a minha lista de Favoritos

5,40 

EBOOK
O Pai Nosso (eBook) foi adicionado aos Favoritos

Ver a minha lista de Favoritos

4,49 

NOVIDADES

Seleccione um ponto de entrega